Nova estação do Metrô em SP será construída a céu aberto

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, iniciou neste sábado as obras de expansão da Linha 5-Lilás do Metrô, no trecho entre as estações Adolfo Pinheiro e Chácara Klabi. Após acidentes como a cratera da Estação Pinheiros, em 2007, a obra de construção da Adolfo Pinheiro vai ser feita a partir de um novo modelo construtivo, a céu aberto, considerado mais seguro.

O método de escavação utiliza cinco poços sequenciais que serão erguidos para a estrutura da edificação. Cada poço possui 32,8 m de diâmetro e 24 m de profundidade. Sobre eles, os funcionários vão começar a construção, de baixo para cima, da estação. Quando estiver concluído, o fundo da escavação ficará a 24 m da superfície e as plataformas a 20 m de altura em relação ao solo.

A obra no trecho entre as estações Largo Treze e Adolfo Pinheiro deverá ser entregue em 2013. A previsão de demanda é de mais de 12 mil passageiros por dia e o valor do investimento estimado pelo governo é de R$ 187,8 milhões.

A previsão é que a Linha 5-Lilás seja totalmente concluída em 2015, de Capão Redondo a Chácara Klabin, com 20 km de extensão e 17 estações. A demanda de passageiros em todo o trajeto será de aproximadamente 644 mil pessoas por dia. O valor total do investimento é de R$ 6,9 bilhões. Atualmente, a Linha 5 é utilizada por cerca de 205 mil pessoas.