Advogado de promotores Deborah e Jorge Guerner quer anular julgamento

Paulo Sérgio Leite Fernandes, advogado da promotora Deborah Guerner e do marido dela, Jorge Guerner, disse que irá pedir a anulação do julgamento que ocorreu na tarde de hoje (21) no Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região. A corte decidiu abrir ação penal contra o casal Guerner e mais quatro pessoas, todos acusados de extorquir dinheiro do ex-governador do Distrito Federal José Roberto Arruda. O advogado argumenta que foi impedido de se manifestar no tempo permitido por lei, de 15 minutos para cada acusado.

“Precisava de meia hora para terminar a defesa e protestei porque ele só me deu 20 minutos. Eu tenho o tempo que a lei me dá, nenhum minuto a mais, nem um minuto a menos. Isso vai anular o julgameto, com certeza. Eu vou ao Supremo, se necessário”.

Ele também disse que, justamente por falta de tempo, não declarou ao tribunal que a cliente dele é inocente. “A doutora Deborah é absolutamene inocente. Ela é bipolar, de uma forma ou de outra, não merece sanção penal”.

Fernandes também criticou o fato de a relatora ter exibido vídeos gravados pelo circuito interno da casa do casal Guerner durante o julgamento. “Eu me senti muito injuriado com a exposição do casal, o doutor Jorge [Guerner] em trajes menores, exposto. Eles têm que ser protegidos na sua intimidade. Isso não vai se repetir, com certeza."