PB: corpo de menino levado por enxurrada é encontrado

A Defesa Civil de Campina Grande (PB) encontrou na manhã desta quarta-feira o corpo do menino José Davison Fernandes, 10 anos, que estava desaparecido desde o último domingo. Ele foi levado por uma enxurrada no bairro Mutirão e localizado sem vida hoje no mesmo bairro. Davison e a mãe, que sobreviveu, foram arrastados pela correnteza de um riacho após terem sua casa demolida.

Pelo menos duas crianças morreram, 13.654 pessoas estão desalojadas e 1.241 não podem voltar pra casa devido às chuvas fortes que atingem vários Estados do Nordeste. Os mortos são José Davison e um bebê de dois meses, no municipio de Tuxinanã (PB). Duas pessoas estão desaparecidas na Paraíba: um rapaz de 20 anos, em Ingá, e um menino de 12 anos, em Bayeux.

Para o órgão, esses números vão aumentar nos próximos dias, uma vez que os levantamentos oficiais de vítimas das enchentes e deslizamentos de terra ainda não foram atualizados. Já decretaram situação de emergência 29 municípios paraibanos. Ontem, mais 12 enviaram relatório à Defesa Civil sobre os estragos da chuva e as dificuldades enfrentadas pela população.

O Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar (PM) estão participando das ações de busca e salvamento. As cidades de Rio Tinto, Santa Rita, Alagoa Grande, Ingá e Mulungú são as mais castigadas. O secretário nacional de Defesa Civil, coronel Humberto Viana, se reuniu ontem com o governo da Paraíba, que espera receber ajuda federal.

A meteorologista Marli Bandeira, da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Easa), informou que, nos próximos dias, as chuvas devem perder intensidade. "Estamos no período chuvoso, principalmente no Agreste e no litoral, mas, nos próximos dias, podemos ter nebulosidade variável com chuvas esparsas, com menos intensidade do que no último fim de semana", disse.