Senado faz sessão para homenagens a Itamar

Começa às 14h desta segunda-feira a leitura e a votação de requerimento de luto pela morte do ex-presidente da República Itamar Franco (PPS-MG) no Senado. O pedido será apresentado pelo presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP). 

Os senadores poderão se manifestar apenas sobre o homenageado, pelo prazo de uma hora, antes que a sessão seja encerrada em sinal de luto, como determina o Regimento Interno.

O requerimento de Sarney deve solicitar luto de sete dias, a exemplo do que determinou a presidente da República, Dilma Rousseff. Com isso, a bandeira do Brasil ficará hasteada a meio mastro até o próximo sábado. Apesar do luto, a partir de terça, o Senado vai funcionar normalmente.

A sessão plenária especial marcada para esta segunda, na qual seria comemorado o Dia da Independência da Bahia, foi adiada para terça-feira, no mesmo horário. O adiamento se deve à suspensão das atividades legislativas da Casa em decorrência da morte de Itamar.

A reunião da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) marcada para esta manhã será aberta e fechada em seguida, depois de uma breve homenagem ao ex-presidente.