"Eu choro de saudades do Itamar", diz Fernando Henrique

O ex-presidente da república Fernando Henrique Cardoso lamentou a morte de Itamar Franco nesta segunda no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte (MG), onde ocorre o velório do político. "Eu choro de saudades do Itamar", disse. Fernando Henrique agradeceu por Itamar ter levado um sociólogo como ele para Ministério da Fazenda. Segundo ele, foi uma ação incomum. Geraldo Alckmin, José Serra e Aécio Neves também lamentaram a perda.

Aécio foi o único que falou sobre as denúncias relacionadas ao Ministério dos Transportes. "Isso é muito grave para ficar só no afastamento. É necessário uma investigação profunda, com quem tem instrumentos para isso. O Ministério Publico", disse.

Segundo reportagem publicada pela revista Veja, representantes do PR - partido de Nascimento -, funcionários do ministério e de órgãos vinculados à pasta estariam envolvidos em um esquema de superfaturamento de obras e recebimento de propinas.

No fim de semana, quatro pessoas envolvidas nas denúncias foram afastadas de suas funções: o chefe de gabinete Mauro Barbosa da Silva, o assessor Luís Tito Bonvini, o diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Luís Antônio Pagot, e o diretor-presidente da estatal Valec, José Francisco das Neves.

Itamar Franco morreu no sábado, no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde estava internado desde o dia 21 de maio. O ex-presidente teve um acidente vascular cerebral (AVC), entrou em coma e não resistiu. Ele havia sido internado na UTI por causa de uma pneumonia adquirida durante o tratamento para a cura de leucemia.