Corpo de Itamar chega a MG; multidão faz fila para velório

O avião da Força Aérea Brasileira (FAB) com o corpo do senador e ex-presidente da República Itamar Franco (PPS-MG) pousou por volta das 10h25 no aeroporto de Juiz de Fora, a 270 km de Belo Horizonte (MG). Na cidade mineira, considerada o berço político de Itamar, o político será velado ao longo de todo o dia na Câmara Municipal.

A aeronave havia deixado o aeroporto de Congonhas, em São Paulo, por volta das 9h20 deste domingo, em direção a Juiz de Fora, a 270 km de Belo Horizonte (MG), onde será velado. O cortejo partiu do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, às 7h30 deste domingo, sob escolta de batedores das polícias Militar e do Exército.

O velório na Câmara Municipal de Juiz de Fora será fechado para os parentes e autoridades, e depois liberado para a população que espera ansiosa em frente a Câmara. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o vice-presidente da República, Michel Themer, e mais 18 senadores são esperados.

Segundo o major da PM, Alexandre Nocelli, cerca de 300 pessoas esperam para ver pela última vez o ex-presidente Itamar Franco. De acordo com o major, 600 policiais prestam apoio na segurança do trajeto do corpo até a Câmara. "Tudo ocorre com normalidade", disse o major.

O aposentado Adão de Assis Ferreira, 47 anos, foi o primeiro a chegar à Câmara Municipal para ver o corpo do Itamar Franco. Ele chegou às 7h30 da manhã. "Vim prestar uma homenagem ao nosso querido Itamar Franco. Eu sou habitante de Juiz de Fora há 40 anos, tive a oportunidade de ir em vários showmícios dele, ele era muito simpático com todo mundo. Foi um ótimo presidente, prefeito e agora senador. Eu fico muito grato por tudo o que ele fez de bom para nós brasileiros. Fico muito feliz por estar aqui na despedida dele", disse.

Na manhã de segunda-feira, por volta das 8h, o corpo segue para Belo Horizonte (MG), onde acontece novo velório, no Palácio da Liberdade, sede do governo mineiro. De lá, segue para Contagem, a cerca 25 km da capital mineira, onde acontece a cerimônia de cremação, no mesmo local em que o ex-vice-presidente José Alencar foi cremado.

Itamar Franco morreu na manhã de sábado, no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, após sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC). Ele estava internado desde o dia 21 de maio, para tratamento de leucemia. O estado de saúde de Itamar piorou na sexta-feira, quando ele passou a respirar com a ajuda de aparelhos. Nesta semana, o senador foi internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital com um quadro de pneumonia.