Em nota, OAB lamenta morte de Itamar e lembra sanção do Estatuto da Advocacia

Brasília - O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ophir Cavalcante, divulgou nota hoje (2) lamentando a morte do senador e ex-presidente Itamar Franco. "A OAB expressa o mais profundo pesar diante do falecimento de Itamar Franco, cujo legado para história contemporânea transcende aquele de ter promovido a estabilidade econômica no país".

Na nota, Ophir destacou ainda "o seu elevado espírito público e respeito aos princípios que norteiam o Estado Democrático de Direito, ao conduzir o país à normalidade em um momento de extremas dificuldades no período pós-redemocratização".

Ophir lembrou ainda que, na condição de presidente da República, Itamar sancionou a Lei 8.906, mais conhecida como o Estatuto da Advocacia e da OAB, "instrumento que consagra a atuação institucional dos advogados em defesa da ordem jurídica, dos direitos humanos e da justiça social, tornando-se, desse modo, parte indissociável da história de nossa entidade".