PF prende carteiro que desviava produtos dos Correios em Campinas

A Polícia Federal de Campinas apreendeu nesta quinta feria centenas de produtos desviados dos Correios e prendeu um carteiro de 37 anos. O seu nome não foi divulgado e ele vai responder a processo em liberdade. Segundo o delegado Jesse Coelho de Almeida, o acusado desviava os objetos que chegavam via postal e passavam pela triagem de seu local de trabalho, a empresa de Correios de Indaiatuba, interior de São Paulo. 

Dentre os produtos estão notebook, videogames, aparelhos celulares e perfumes, entre outros produtos de beleza.

O material apreendido pela PF estava guardado na residência do acusado, que fica em Salto, município vizinho de Indaiatuba. O valor está avaliado em cerca de R$ 30 mil. As investigações começaram em outubro do ano passado.

Segundo o delegado, os Correios vinham notando, desde 2009, um grande volume de reclamações de clientes, que não recebiam os produtos, e a empresa se via obrigada a efetuar indenizações para reparar os danos materiais. 

"Recebemos uma solicitação dos Correios para investigar de que forma poderia estar sendo subtraídas as encomendas de responsabilidade da empresa", conta o Almeida. "Iniciamos uma investigação e chegamos a esse funcionário. Conseguimos um mandado de busca e encontramos boa parte dos produtos em sua casa".

De acordo com o delegado, o carteiro é acusado de peculato, ou seja apropriação indébita praticada por funcionário publico. A pena prevista para o crime é de 2 a 12 anos de prisão, além de pagamento de multa. A Polícia Federal ainda irá apurar se há outras pessoas envolvidas como receptadores.