Deputado: relatório de Jaqueline Roriz será divulgado em junho

O deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP) anunciou, conforme aAgência Câmara, que vai apresentar seu relatório final sobre o processo contra a deputada Jaqueline Roriz (PMN-DF) no dia 8 de junho. A previsão inicial era de que a leitura no Conselho de Ética fosse feita na semana que vem, mas o advogado de defesa, Eduardo Alckmin, passou por uma cirurgia cardíaca e pediu o adiamento.

Carlos Sampaio disse que seu relatório aborda separadamente duas questões. A primeira, se a deputada pode ou não ser julgada pelo Conselho de Ética, já que a denúncia se refere a fatos ocorridos em 2006, quando ela não era parlamentar. A segunda analisa as principais provas do fato, entre elas o vídeo em que Jaqueline Roriz aparece recebendo R$ 50 mil de Durval Barbosa, então secretário de relações institucionais do Distrito Federal.

O relator não revelou se pedirá a cassação de Jaqueline Roriz por quebra de decoro parlamentar. Caso proponha a perda de mandato da parlamentar e o Conselho de Ética concorde com a sugestão, o relatório precisa ser aprovado em Plenário, por voto secreto.

Jaqueline é acusada de usar verba parlamentar para pagar o aluguel de uma sala comercial onde funcionava o escritório de seu marido. A denúncia foi anexada ao processo a que responde por ter sido filmada recebendo R$ 50 mil do ex-secretário de Relações Institucionais do Distrito Federal Durval Barbosa, principal delator do suposto esquema de pagamento de propina que ficou conhecido como mensalão do DEM de Brasília. Barbosa também foi convidado a prestar depoimento ao conselho, mas não aceitou falar.