Um ano após morte de Mércia, ex-namorado segue foragido

Um dos crimes de maior repercussão do País nos últimos anos, o desaparecimento da advogada Mércia Nakashima, 28 anos, completou um ano na segunda-feira. Encontrada morta numa represa em Nazaré Paulista, a 47 km de São Paulo, após 19 dias desaparecida, ela teria sido assassinada pelo ex-namorado, Mizael Bispo de Souza, ex-policial militar, que não aceitaria o fim do relacionamento.

Quase seis meses após ter a prisão preventiva decretada, Mizael ainda é procurado pela polícia. Ele foi denunciado por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver.