Polícia não acredita que haja uma 10ª vítima do naufrágio no Paranoá

As equipes de resgate retomaram às 6h desta quarta-feira as buscas pelo corpo da última vítima do naufrágio do barco Imagination no lago Paranoá, em Brasília, que ocorreu no domingo. Até ontem, o número de desaparecidos não era preciso. O número variava porque, segundo a polícia, era possível que dois nomes que constam na lista de desaparecidos pertencessem à mesma pessoa. Porém, segundo a major Vanessa Signale, a embarcação, que está a cerca de 17 m de profundidade, foi vistoriada pelos mergulhadores e não foram encontrados vestígios de vítimas.

"Não acredito que haja outra vítima e as buscas pelo corpo são agora nas imeadiações do barco", explicou. Uma média de 30 policiais militares integrem as buscas, disse a major. A visibilidade para os trabalhos é ruim, apenas 1 m.

O acidente deixou pelo menos nove vítimas fatais, oito foram resgatadas. Dessas, seis foram identificadas: o bebê João Antonio Fernandes Rocha, 6 meses, Flávia Daniela Pereira Dornel, 22 anos, Vicente Carneiro de Souza Neto, 36 anos, Ester Araújo de Oliveira, 10 anos, Paulo de Mello, 39 anos, e Adail de Souza Borges, 45 anos. Flavia, que era irmã da organizadora da festa que ocorria no barco, e Ester foram enterradas ontem.

Investigações
O responsável pelas investigações sobre o naufrágio, delegado Adval Cardoso Matos, sinalizou na terça-feira que as apurações preliminares indicam que o acidente foi causado por um conjunto de fatores. Segundo ele, há indicações de superlotação - segundo a Marinha, o barco tinha autorização para transportar 92 pessoas, mas levaria 103 - e falhas dos operadores da embarcação. A Polícia Civil trabalha ainda com as hipóteses de negligência e culpa por parte dos responsáveis.

Matos ouviu ontem sete depoimentos na busca pela apuração das responsabilidades envolvendo o acidente. Para ele, é improvável que o naufrágio tenha sido provocado por uma colisão entre o Imagination e uma lancha que socorreu pessoas após o naufrágio. A maioria dos 94 sobreviventes se salvou nadando até a margem do lago.

O Imagination afundou por volta das 20h de domingo, na parte sul do lago Paranoá, próximo à Ponte JK - um dos principais cartões postais de Brasília. O naufrágio ocorreu exatamente um ano após uma lancha afundar no mesmo local. No acidente ocorrido na madrugada do dia 22 de maio de 2010, das 10 pessoas que estavam a bordo da embarcação, oito foram resgatadas com vida. Duas mulheres - de 18 e 21 anos - morreram.