Gabinete de Palocci violou sigilo de caseiro, diz Caixa

A Caixa Econômica Federal informou à Justiça Federal que o responsável pela violação dos dados bancários do caseiro Francenildo dos Santos Costa foi o gabinete do então ministro da Fazenda e hoje ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, ao vazá-los para a imprensa. A Caixa foi condenada, em setembro de 2010, pela Justiça a pagar indenização de R$ 500 mil ao caseiro pela quebra do sigilo e recorreu. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

A estatal informou na apelação que cabia a Palocci resguardar o sigilo dos dados que lhe foram entregues pelo então presidente da Caixa, Jorge Mattoso. Palocci informou na terça-feira, por meio de sua assessoria, que "desconhece" a ação judicial pela qual o caseiro Francenildo dos Santos Costa pede uma indenização por danos morais na Justiça Federal de Brasília. Em sua defesa, ele fez referência à decisão favorável tomada em 2009 pelo STF (Supremo Tribunal Federal). Na ocasião, o tribunal rejeitou a abertura de uma ação penal contra ele.