Twittaço pede que Dilma demita Palocci

Depois de senadores da oposição cobrarem o afastamento do ministro da Casa Civil, Antônio Palocci, agora é a vez dos internautas se mobilizarem. Uma campanha, organizada no Twitter, pede que a presidente Dilma Rousseff (PT) demita Palocci em razão de seu enriquecimento suspeito. Durante os quatro anos em que foi deputado, o patrimônio pessoal dele aumentou 20 vezes, conforme reportagem da Folha de S.Paulo.

Graças à articulação dos usuários da rede social, a hashtag #dilmademitapalocci figurou por mais de 6 horas como o assunto mais debatido do microblog no Brasil. Agora, na manhã desta terça-feira (24), aparece em segundo lugar.

 

No twittaço, a ordem era pressionar.

@Crivellari_MG: @espalhai_ Hoje tem votação de convocação no senado. Devemos continuar pressionando.! Então vamos #DILMAdemitaPALOCCI

@MiindyDanoninho Twittaço na hora da votação no Senado #DilmaDemitaPalocci ... Quem sabe a digníssima Presidente dê voz ao povo e faça a nossa vontade!

@Menina_Cruel Rainha Ariely #dilmademitapalocci - Aliás, demita TODOS que não conseguirem explicar suas fortunas, inclusive os que o cassam. Brasil sem #hipocrisia.

 

Idealizador atuou na campanha de Serra

A manifestação foi capitaneada por Rodrigo Crivellari e Rafael Oliveira, este último trabalhou no núcleo de internet da campanha de José Serra (PSDB) no ano passado. Ao longo da corrida presidencial, Oliveira tinha a incumbência de ajudar a organizar o ativismo tucano na web, por meio da Rede Mobiliza.

Ele, entretanto, garante que, desta vez, não está articulando o "webprotesto" em nome de nenhuma sigla. "Se você olhar os vídeos que publicamos, tem uns em que falamos mal de Serra, Aécio, Dilma, Palocci", afirmou. "Não trabalho para partidos para poder falar mal de todos", justificou, ressaltando que o twittaço nasceu de um debate na rede.