Preso usa grampo de papel para abrir algema e fugir em Minas Gerais

A Polícia Civil recapturou um preso que fugiu da 16ª delegacia de polícia na manhã de segunda-feira em Uberlândia, no triângulo mineiro. O servente de pedreiro Luiz Mekson Rodrigues, 31 anos, foi detido no domingo por furtar um aparelho de cortar cabelo, no valor de R$ 200, em um supermercado no bairro Segismundo Pereira. Na delegacia, enquanto aguardava para prestar depoimento, ele usou um grampo de papel para soltar as algemas e fugir.

De acordo com a polícia, Rodrigues estava algemado a uma barra de metal. Depois que conseguiu destravar a algema, ele pulou o guichê de atendimento, saiu da delegacia e pegou um ônibus até a casa da irmã, que ligou para a polícia no dia seguinte e entregou o suspeito.

Ele teria dito aos policiais que roubou o aparelho para comprar crack. Rodrigues, que estava em liberdade condicional, tem pelo menos oito passagens pelos crimes de tráfico de drogas, furto, roubo e receptação.

A 16ª delegacia de polícia de Uberlândia já foi local de fuga de outros presos. Em março deste ano, dois suspeitos escaparam da delegacia usando métodos parecidos. O chefe do 9º departamento de Polícia Civil, Gilmar Souza Freitas, diz que não pode garantir que outros casos não aconteçam, mas, segundo ele, "várias diligências estão sendo desenvolvidas no sentido de fazer com que o preso seja autuado o mais rápido possível e conduzido o para o presídio".