Bombeiros resgatam dois corpos de vítimas do naufrágio em Brasília

BRASÍLIA - Mais dois corpos das vítimas do naufrágio no Lago Paranoá, em Brasília, foram localizados por bombeiros na manhã desta terça-feira. Com isso, sobe para seis o número de mortos no acidente, que aconteceu na noite de domingo. Os trabalhos de resgate foram retomados nesta terça-feira.

Na segunda-feira, três corpos foram retirados do lago. No dia do acidente, bombeiros resgataram o corpo de um bebê de sete meses.  Destes quatro corpos, três foram encontrados próximos à embarcação. Uma das vítimas é Flávia Daniela de Araújo, de 22 anos, irmã da mulher que promovia a festa na embarcação. 

O barco está a 17 metros de profundidade e naufragou a menos de um quilômetro do clube de onde partiu e a 250 metros da margem.

A Marinha, que coordena as investigações sobre o naufrágio, trabalha com a hipótese de superlotação da embarcação. O Barco Imagination tinha autorização para levar até 93 pessoas, mas mais de 100 embarcaram. De acordo com um dos funcionários da empresa responsável pela festa no barco, é possível que pessoas não autorizadas tenham entrado na embarcação.  

De acordo com a Marinha, a embarcação foi vistoriada em novembro de 2010, quando renovou o Certificado de Segurança da Navegação (CSN). Na ocasião, os coletes salva-vidas, o extintor de incêndio e as boias circulares estavam em conformidade com as especificações, segundo comunicado da Marinha.

Porém, segundo bombeiros que ajudam nos trabalhos de buscas, não basta apenas haver o colete salva-vidas disponível, é necessário ensinar as pessoas a utilizá-lo. Segundo um dos bombeiros, entre as 92 pessoas que se salvaram algumas usavam mais de um colete, provando que não faltava material.

Com Agência Brasil