SP: suspeito de matar amigas é transferido para Fundação Casa

 

A Fundação Casa, antiga Febem, confirmou a transferência para uma de suas unidades de um dos jovens suspeitos de matar as amigas de 13 anos Elaine Serra Gomes da Cruz e Raizza Tavares Cruz, Santana de Parnaíba, a 31 km de São Paulo. Elas desapareceram em 5 de maio e os corpos foram encontrados pelo tio de uma delas em um matagal.

A transferência foi determinada pela Justiça. O menor ficará internado provisoriamente até que saia a sentença judicial. Se condenado, de acordo com a Fundação Casa, ele deverá ficar internado por no máximo três anos.

Para a polícia, o crime está relacionado a uma suposta gravidez indesejada de Elaine, que seria namorada de um dos suspeitos. Um dos adolescentes apreendidos afirmou que o outro teria levado Elaine para o matagal para fazer um teste de gravidez, enquanto ele e Raizza ficaram aguardando à distância. Descontrolado, ele matou a jovem afogada. Em seguida, teria feito o mesmo com a amiga, para que não houvesse testemunhas.

A delegada-assistente Fabiana Faria de Paula Abdallah, presidente do inquérito, solicitou exames para comprovar se Elaine estava grávida. O jovem que delatou o crime afirmou que o teste de gravidez feito no local das mortes deu resultado negativo.