Grupo invade Fórum e joga processos em rio no interior do Maranhão

 

O Fórum de Rosário, a 75 km de São Luiz (MA), foi invadido na madrugada de domingo por um grupo que retirou processos do gabinete da juíza do município e os jogou no rio Itapecuru. A Corregedoria-Geral de Justiça do Maranhão realiza, na manhã desta segunda-feira, um levantamento para identificar o número de processos levados pelos suspeitos. Atualmente, tramitam na comarca 4.870 processos.

Comunicado do fato, o corregedor-geral da Justiça, Antonio Guerreiro Júnior, acionou o secretário de Segurança Pública do Estado, Aluísio Mendes, que enviou equipes de perícia e investigação a Rosário ainda no domingo. Antes de visitar a juíza Rosangela Prazeres, titular da comarca, o corregedor-geral denunciou o crime ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

"Para agilizar o trabalho, durante a manhã dessa segunda-feira o atendimento ao público foi suspenso", disse a juíza. A magistrada afirma que o júri marcado para hoje depende do comparecimento da advogada de defesa. "Se ela vier, faremos o julgamento", disse.

Segundo a juíza, nem todos os processos atirados ao rio foram recuperados. "Não se sabe ainda quanto foram jogados", disse. A magistrada afirma que, além dos processos, nada foi roubado do fórum. "É como se estivessem procurando alguma coisa", disse.

A invasão do fórum ocorreu por um basculante do prédio, que foi quebrada. Segundo Rosangela Prazeres, o espaço é bem pequeno. Após entrar no prédio, o invasor teria aberto a porta da frente, para dar acesso aos comparsas.

De acordo com a juíza, o caso está sendo investigado. "Ontem, o delegado tomou o depoimento de duas pessoas", afirmou. Ainda segundo a magistrada, o secretário de Segurança ficou de designar um delegado para presidir o inquérito.