Baixa umidade do ar deixa regiões de Minas Gerais e São Paulo em atenção

Áreas da região norte dos Estados de Minas Gerais e de São Paulo entraram em estado de atenção na tarde desta segunda-feira devido à baixa umidade relativa do ar. Segundo a Climatempo, os índices de umidade ficaram abaixo dos 30% - mínimo recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Às 15h, o aeroporto de Montes Claros (MG) indicava 28% de umidade no ar, enquanto o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) registrava 27% em Salinas (MG). No interior de São Paulo, o aeroporto de São José do Rio Preto registrava 30% de umidade relativa do ar. Em Votuporanga e em Valparaíso, o índice chegou a 28%, segundo o Inmet.

Níveis de umidade como estes tendem a ficar cada vez mais comuns no decorrer do outono e no inverno, devido à frequente passagem do ar polar pelo centro-sul do Brasil e a falta prolongada de chuva.

Grande SP ficou muito úmida
Ao contrário do que ocorre no norte de São Paulo, a região metropolitana da capital recebeu uma grande dose de umidade nesta segunda-feira, por conta da passagem de uma frente fria pelo litoral paulista. Na semana passada, o ar esteve seco sobre a capital e os índices de umidade chegaram a 32% na região do aeroporto de Congonhas.

Os mesmos ventos que levaram a umidade para a região da capital chegam ao interior, mas enfraquecidos. Na terça-feira, o norte de São Paulo terá índices de umidade levemente mais altos. Já a região de Salinas e de Montes Claros não deve receber um aumento significativo de umidade até o fim da semana.