Sobe para 15 mil o número de afetados pelas chuvas em Alagoas

MACEIÓ - Mais que dobrou o número de atingidos pelas fortes chuvas que caem no interior de Alagoas. Pelos dados da Defesa Civil, 15.779 pessoas foram afetadas, contra seis mil - números do penúltimo boletim, de quarta-feira. Quinze cidades estão em situação de emergência ou notificadas pelos prejuízos.  Já são 4.361 desalojados e 4.525 desabrigados; 9.913 perderam bens, estão doentes ou machucadas.

"A todo momento estamos recebendo novas informações por parte das defesas civis municipais. Cada uma delas está contabilizando os números mais atuais e informando à Defesa Civil do Estado. Parte das famílias, em municípios onde a chuva deu uma trégua, tenta voltar para as casas. Todavia, estamos tentando convencê-las a não fazer isso agora. Sabemos que é uma situação delicada, até mesmo porque essas pessoas não querem perder tudo o que conseguiram construir até hoje, mas o trabalho de conscientização é para a importância da vida", disse o coordenador da Defesa Civil Estadual, coronel Gilson Romeiro.

O Corpo de Bombeiros alagoano precisa de mais doações para os desabrigados. Cinquenta mil quilos de alimentos estão sendo doados pelo Governo do Estado e mais seis mil foram liberados ontem pela União. Dos 15 municípios afetados pelas chuvas, dez já decretaram situação de emergência: Campestre, Colônia Leopoldina, Japaratinga, Jundiá, Novo Lino, Porto de Pedras, São Luís do Quitunde, Jacuípe, São Miguel dos Milagres e União dos Palmares.

Os municípios de Japaratinga e Jequiá da Praia estão sem água potável, energia e comunicação.