Suspenso julgamento sobre participação da Abin na Operação Satiagraha

BRASÍLIA - O julgamento sobre a possibilidade de anular a Operação Satiagraha, da Polícia Federal, em razão da participação de agentes da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) voltou a ser suspenso nesta quinta-feira pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Após voto-vista do ministro Gilson Dipp, que negou o habeas corpus do banqueiro Daniel Dantas, a ministra Laurita Vaz pediu vista dos autos. O relator, desembargador convocado Adilson Macabu, votou pela concessão do habeas corpus para anular a ação penal contra Dantas. O ministro Napoleão Maia Filho acompanhou o relator.

Além da ministra Laurita Vaz, aguarda para votar ainda o ministro Jorge Mussi, presidente da Quinta Turma do STJ. Não há data prevista para a retomada do julgamento.

A defesa do banqueiro quer a anulação das provas obtidas pela Polícia Federal e a extinção da ação penal que condenou o dono do Grupo Opportunity a dez anos de prisão por corrupção.