DEM abre processo disciplinar contra Kassab

 

A Comissão Executiva Nacional do Democratas (DEM) confirmou nesta quinta-feira a abertura de um processo disciplinar contra o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. O argumento é o que de o articulador do PSD (Partido Social Democrático) teria utilizado a estrutura do DEM, incluindo o CNPJ da legenda em São Paulo, para registrar domínios na Internet de futuros sites do PSD. Entre as penas previstas pela suposta violação do estatuto do DEM está a expulsão de Kassab da agremiação.

De acordo com o presidente nacional do Democratas, José Agripino, Gilberto Kassab terá o prazo de oito dias para apresentar a sua defesa à Executiva. O partido também informou que articula a devolução um dos domínios registrado por Kassab, www.jk.org.br, à família de Juscelino Kubitschek.

A reunião da Executiva do DEM também decidiu que o diretório do partido em Tocantins será dissolvido. A presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), senadora Kátia Abreu (TO), anunciou na quarta-feira sua saída do DEM e a adesão ao futuro PSD. Ao fazer o anúncio no Plenário do Senado, Kátia criticou os principais partidos brasileiros por atuarem em um sistema político em que "a política tornou-se mera disputa de poder".