Aprovada 'infiltração' policial na internet para investigar pedofilia

BRASÍLIA - O combate à pedofilia poderá passar a contar com mais um instrumento: a 'infiltração' de agentes policiais na internet, para investigar os crimes contra a liberdade sexual de criança e adolescente. É o que prevê proposta aprovada nesta quarta-feira pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado. Agora, a matéria seguirá para votação final em Plenário.

De autoria da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pedofilia, a matéria é uma arma para prevenir e reprimir o chamado internet grooming, processo pelo qual o pedófilo, protegido pelo anonimato, seleciona e aborda vítimas potenciais em salas de bate-papo e redes sociais.