Abertas inscrições para a 7ª edição do concurso Causos do ECA

 

Estão abertas a partir desta segunda-feira as inscrições para a 7ª edição do concurso Causos do ECA, da Fundação Telefônica. Até 6 de junho, podem ser inscritas no Portal Pró-Menino (www.promenino.org.br) histórias sobre a aplicação e a transformação social do Estatuto da Criança e do Adolescente. Os melhores "causos" receberão prêmios de R$ 5 mil a R$ 15 mil.

Haverá duas categorias para o formato texto: "ECA como instrumento de transformação", para a divulgação de experiências gerais em que a aplicação do estatuto tenha transformado a vida de crianças e adolescentes, e "ECA na escola", para promover histórias em que o estatuto tenha sido determinante para mudar uma situação na comunidade escolar. Os textos devem ter entre 2,8 mil e 6 mil caracteres e podem ter mais de um autor.

Também foi criada uma categoria no formato vídeo: "ECA atrás das Câmeras", para organizações e produtoras que têm projetos com adolescentes e jovens para produção audiovisual. Os vídeos devem conter histórias de transformação social relacionadas à aplicação do estatuto e ter de um a cinco minutos de duração. A inscrição deverá ser feita pela organização ou produtora, mas os vídeos devem ser produzidos pelos próprios adolescentes e jovens e/ou com a participação destes.

Premiação

 Serão premiados os três primeiros colocados de cada categoria: R$ 15 mil para os primeiros colocados; R$ 10 mil para os segundos e R$ 5 mil para os terceiros lugares. Também haverá a premiação por júri popular. O internauta poderá votar através do Portal Pró-Menino nas categorias texto e vídeo. Os eleitos pelos internautas receberão prêmio de R$ 10 mil cada.

A escolha das 20 histórias finalistas no formato texto será feita por um comitê de avaliação formado por pessoas atuantes na área da infância e juventude, da Agência de Notícias dos Direitos da Infância (Andi) e da área de literatura. Entre os critérios adotados para a seleção, estão a relevância e a aplicação do ECA na história; o exemplo de cidadania; a transformação da realidade da criança ou do adolescente; e a criatividade de apresentação da história. Os 20 "causos" finalistas serão veiculados em uma publicação impressa e outra em meio digital.

O comitê de avaliação da categoria em vídeo será formado por um integrante do Canal Futura, um especialista da área da infância e juventude e um cineasta. Os cinco finalistas terão seus vídeos veiculados em uma publicação multimídia e na programação do Canal Futura.