Internautas usam redes sociais para lamentar morte de Alencar

BRASÍLIA - A morte do ex-vice-presidente José Alencar, de 79 anos, gerou desde ontem manifestações de pessoas de todo o país nas redes sociais, como o Twitter, Orkut, Facebook e YouTube.

Em algumas mensagens nas redes sociais, Alencar é chamado de guerreiro e lutador, além de ser apontado como exemplo. Em outros recados, a morte do ex-presidente é descrita como um estado de luto para o povo brasileiro. As reações envolvem homens, mulheres e jovens.

No Twitter, por exemplo, de ontem para hoje foram postadas mais de 154 mil mensagens lamentando a morte de Alencar. Há informações de sites, agências e blogs, mas no geral são mensagens de anônimos.

Muitas mensagens destacam a frase que virou uma espécie de símbolo do ex-vice-presidente: “Não tenho medo da morte, tenho medo da desonra, porque um homem público deve ter medo da desonra”. Essa foi a frase mais postada.

Em uma hora, no momento em que o corpo de Alencar chegou ao Palácio do Planalto, havia cerca de 3,5 mil mensagens postadas. A deputada Manuela D'Ávila (PcdoB-RS) disse que tinha a sensação de que o ex-vice-presidente era “imortal”. O senador Paulo Paim (PT-RS) lembrou um trecho da música que ele disse ser a favorita de Alencar, na voz do falecido Nelson Gonçalves: “Quando eu me chamar saudade.”

No Facebook, as manifestações reúnem estudantes, profissionais liberais, servidores públicos e empregados de empresas privadas. Uma estudante de ensino médio, de Salvador, na Bahia, lamenta a morte de Alencar e diz rezar para que ele descanse em paz. Um músico de Belo Horizonte, que informa estar desempregado, diz que o país perde um exemplo de luta pela vida.

Fotografias, vídeos e frases que se tornaram referência sobre Alencar foram postadas no Facebook. No YouTube, há vários vídeos sobre o ex-vice-presidente. Os mais acessados são o da biografia dele – que registrou 2.717 acessos – e o da entrevista que concedeu à TV Cultura, no programa Roda Viva, em março de 2009, que obteve 2.349 acessos.

No Orkut, foram criadas várias comunidades sobre José Alencar. A que reúne maior número de membros é a denominada José Alencar – O Guerreiro, que tem 33.371 membros e foi criada em abril de 2008.

Mas em fevereiro deste ano, logo que aumentou a quantidade de internações do ex-vice-presidente, foi criada uma outra comunidade no Orkut para prestar apoio a ele e que foi renomeada ontem: José Alencar – de Luto. No total, 3.443 membros inscritos postaram mensagens de apoio à família e lembraram fatos da vida do ex-vice-presidente.