Paraíba terá reforço da Força Nacional por causa da greve da polícia

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, determinou hoje (1º) o envio da Força Nacional à Paraíba após a greve de policiais militares e bombeiros que paralisaram parte das atividades de segurança pública no estado. O pedido foi feito pelo governador da Paraíba, Ricardo Coutinho.

Os policiais da Força Nacional embarcam amanhã (2) para João Pessoa. Segundo o Ministério da Justiça, as tropas federais ficarão no estado até o término da greve dos cerca de 15 mil servidores da segurança pública paraibana. A paralisação, que começou na tarde de ontem (28), atinge policiais civis e militares, bombeiros e agentes penitenciários. 

O grupo reivindica reajuste salarial e deve permanecer em paralisação por tempo indeterminado, conforme foi decidido em assembleia na segunda-feira, em João Pessoa.

Hoje, durante a quinta reunião entre representantes do governo da Paraíba e das polícias Civil e Militar do estado, foi elaborada uma contraproposta da categoria policial à proposta apresentada ontem (28) pelo governo. O govervo do estado se comprometeu a avaliar os pontos apresentados pelos representantes e discutir saídas para as reivindicações dos policiais.