Comércio da região metropolitana de São Paulo aumenta contratação com carteira assinada

O comércio varejista da região metropolitana de São Paulo criou, no ano passado, 64.339 empregos com carteira assinada. O número representou um crescimento de 58,64% em comparação a 2009 e consta da pesquisa Emprego e Salário, divulgada hoje (1º) pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP). A pesquisa se baseia em análise do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego.

A região metropolitana de São Paulo empregou 938.426 pessoas no ano passado. Todas as atividades do comércio apresentaram resultados melhores em comparação a 2009. Os setores de supermercados, de materiais de construção e de vestuário, calçados e tecidos foram os que mais contrataram em 2010. Juntos, eles foram responsáveis por mais de 33 mil contratações.

O salário médio do comércio varejista em 2010 foi de R$ 1.338, com as lojas de departamentos pagando os maiores salários (R$ 2.234) e o setor de supermercados pagando os menores (R$ 1.1136).

Para a Fecomercio, o cenário de crédito farto, de aumento salarial e da intenção de consumo das famílias aumentou a expectativa dos empresários da região e fez crescer o consumo, resultando também no aumento do número de vagas oferecidas no comércio para atender à demanda.

A expectativa da Fecomercio-SP é de que o número de contratações continue a crescer em 2011, embora numa escala menor devido à possibilidade de aumento dos juros e da inflação e da diminuição de crédito.