Justiça decreta prisão do suspeito de matar aluno da FGV

SÃO PAULO - A Justiça decretou na madrugada deste sábado prisão temporária de dez dias do suspeito de ter atirado contra dois estudantes da Fundação Getúlio Vargas (FGV), na noite de quarta-feira, informou a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP).

Segundo o órgão, o suspeito está detido no 77º Departamento de Polícia (Santa Cecília) desde sexta-feira, após ter sido preso na Zona Sul da capital paulista.

O estudante do quarto ano de Administração Júlio César Grimm Bakri, 25 anos, morreu no local, e Christopher Akiocha Tominaga, 23 anos, está internado na UTI do Hospital de Clínicas.

Eles estavam numa mesa na calçada de um bar próximo à faculdade, no bairro Bela Vista, quando dois homens se aproximaram numa motocicleta, efetuaram pelo menos 15 disparos e fugiram em seguida.