Achados corpos que podem ser de casal sequestrado em SP

SÃO PAULO - A Polícia Civil de Piracicaba, no interior de São Paulo, encontrou neste sábado os corpos de um casal na zona rural do município. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, o delegado João Batista Vieira de Camargo afirmou que há 95% de chance de os corpos serem do empresário Claudio Meneguetti e de sua mulher, Lilian Simioni, sequestrados no dia 15 deste mês.

Apesar de familiares do casal terem feito o reconhecimento das roupas, a identificação das vítimas só será possível, segundo a SSP, após um exame de DNA devido ao estado avançado de decomposição dos corpos. Segundo a Polícia Civil, o casal estava em um canavial. Conforme informou o delegado Camargo à SSP, os cadáveres foram achados às 11h30, no bairro do Limoeiro. Não foi divulgado se eles apresentavam algum tipo de ferimento visível.

No dia 15, três homens armados levaram o casal de sua residência na caminhonete S10 da família, além de eletrodomésticos e dinheiro. No imóvel, a polícia encontrou o corpo da empregada do casal, Suzana Parente Felipe, 57 anos. Ela foi asfixiada com um saco plástico. Dois dias depois, a polícia encontrou o veículo em Piracicaba.

Nesta semana, foram divulgados os retratos falados dos suspeitos do crime a partir do relato de testemunhas. Um dos homens é moreno claro, mede cerca de 1,85 m de altura, aparenta ter 28 anos, possui cabelo encaracolado castanho escuro, olhos da mesma cor. O outro é branco, tem perto de 25 anos, cabelos lisos da cor castanhos escuro e olhos da mesma cor e mede cerca de 1,75 m.