SP: polícia prende dois suspeitos de assalto a joalheria

SÃO PAULO - Dois homens foram presos suspeitos de participação no roubo a uma joalheria dentro de um shopping na Zona Sul de São Paulo. A Polícia Civil afirmou que as investigações apontam que um total de 16 pessoas se envolverem no assalto, que ocorreu no dia 7 deste mês.

O ajudante José Adriano de Oliveira França, conhecido como Tio, foi detido na favela Vietnam, na Vila Santa Catarina, também na Zona Sul da cidade. Já o servente Igor da Silva Oliveira, foragido desde 28 de dezembro, quando não retornou mais à prisão após saída temporária, foi preso em sua casa no bairro Pedreira, onde os policiais encontraram uma pistola e cocaína.

Os objetos roubados da joalheria não foram encontrados. Segundo o delegado Júlio César Teixeira, titular da Delegacia de Repressão a Roubo de Joias (DRRJóias), parte das joias teria sido vendida e o restante estaria nas mãos dos líderes do ataque. A polícia tenta descobrir quem receptou os produtos.

De acordo com a Polícia Civil, as investigações também ajudaram na construção de um organograma da estrutura da quadrilha, destacando a participação de cada envolvido. "Temos o mapeamento do grupo e estamos identificando os autores", disse Teixeira. Há suspeitas de que grupos de criminosos das zonas Leste e Sul tenham se reunido para realizar o assalto.