Mortes no trânsito superam homicídios de jovens em 5 Estados

O Mapa da Violência - estudo divulgado nesta quinta-feira pelo Ministério da Justiça - apontou que, em cinco Estados brasileiros, os acidentes de trânsito vitimaram mais jovens que os homicídios em 2008. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os brasileiros entre 15 e 24 anos representavam 18,3% do total da população naquele ano (ou 34,6 milhões de pessoas).

Em São Paulo, 26,7% das mortes de jovens foram em acidentes de transporte, enquanto 24,4% foram em homicídios. Em Santa Catariana, 37,6% dos óbitos foram em decorrência da violência no trânsito, enquanto 23,1% foram em assassinatos. Em Roraima, 23,8% foram em acidentes, contra 14,3% em homicídios. No Tocantins, 29,1% das mortes foram em acidentes, enquanto 25,4% em homicídios, e no Piauí, 25,5% em acidentes, contra 16,4% em assassinatos.

De acordo com o estudo, a proporção em todo o País foi de 19,3% em acidentes, contra 39,7% em homicídios. Entre a população não jovem, 0,9% das mortes aconteceram no trânsito, enquanto 1,8% foram em assassinatos.

Ainda conforme o mapa, a taxa de homicídios registrada na população jovem do País passou de 30 a cada 100 mil jovens, em 1980, para 52,9 a cada 100 mil em 2008. Já na população não jovem, o levantamento indica que a taxa de homicídios permaneceu praticamente constante no período considerado.