Senado aprova mínimo de R$ 545. Falta votar emenda

 

O texto base do projeto de lei que define a política de valorização do salário mínimo acaba de ser aprovado pelo Senado em votação simbólica, ressalvado os destaques. O texto prevê que o mínimo deverá ser reajustado conforme a soma da inflação do ano anterior mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro dos dois anos anteriores.

Ainda de acordo com esse critério, o projeto define que a Presidência da República poderá reajustar o salário por decreto, sem precisar enviar novo projeto de lei ou medida provisória todos os anos para o Congresso Nacional.

O relator do texto, senador Romero Jucá (PMDB-RR) deu parecer contrário a todas as emendas apresentadas. Uma pede a subtração do texto do artigo que estabelece que o reajuste poderá ser feito por decreto, e ainda será votada pela Casa. Outras duas já foram derrubadas, e tratavam da ampliação do valor para R$ 560 e R$ 600. O texto base aprovado a pouco determina que o reajuste do mínimo para este ano será de R$ 545.

Apenas dois senadores não participaram da votação: o senador Cristóvam Buarque (PDT-DF), que está doente, e o senador Cyro Miranda (PSDB-GO), que está em viagem.

>>> Clique aqui e veja a sessão ao vivo no Senado