SP: TJ condena nomeado por Alckmin por fraude em contratação

SÃO PAULO - O Tribunal de Justiça de São Paulo condenou o engenheiro José Bernardo Ortiz, presidente da Fundação para o Desenvolvimento da Educação, a pagar multa por fraude na contratação de servidores. Ele abriu mão de concursos público para as contratações quando era prefeito de Taubaté, em 2004.

Em votação unânime na terça-feira, os desembargadores da 2ª Câmara de Direito Público acolheram parcialmente recurso do Ministério Público que pedia a condenação de Ortiz por "atos de improbidade que atentam contra os princípios da administração pública". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Há duas semanas, quando o governador Geraldo Alckmin o nomeou para a presidência da Fundação, Ortiz atacou o Ministério Público, segundo ele, "gerido por pessoas que não entendem de administração pública". Agora, por ordem do TJ, terá de pagar valor equivalente a quatro vezes a remuneração que recebia como prefeito.

O relator do recurso foi o desembargador José Luiz Germano. Votaram também os desembargadores Alves Bevilacqua e Samuel Júnior.