Sindicância apura morte de menina de 3 anos em posto de saúde de SC

FLORIANÓPOLIS - A prefeitura de Florianópolis abriu nesta quarta-feira uma sindicância para apurar as causas da morte de uma menina de 3 anos dentro de um posto de saúde da cidade. O caso ocorreu no final da tarde de terça-feira.

Mariana Prado chegou a ser levada para um posto médico do bairro Saco Grande, na região norte da cidade, ainda pela manhã. Ela apresentava diarreia, vômito e dores de cabeça. Após ser atendida, a menina foi medicada com Plasil e Dipirona e, em seguida, liberada pelos médicos.

A família passava dez dias de férias na capital catarinense. Horas mais tarde, os pais chegaram a levar mais uma vez a criança ao posto médico depois que notaram que ela estava com as mãos "roxas" e apresentava falta de ar. Mariana sofreu uma parada respiratória e morreu durante o atendimento.

A causa da morte ainda não foi apurada. Um laudo do Instituto Geral de Perícias deve ser realizado e encaminhado à Secretária de Saúde de Florianópolis. A perícia irá conduzir os trabalhos da sindicância que apura o caso. Mariana foi enterrada na tarde desta terça-feira em Ponte Alta, na região serrana do estado.