Governo diz não temer CPI de Furnas no Congresso

BRASÍLIA - Parlamentares da base governista afirmaram, nesta quarta-feira, não temer a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar denúncias de negócios irregulares em Furnas. Deputados e senadores da oposição já iniciaram um abaixo-assinado e estão colhendo assinaturas para instalar a CPI.

Para o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), este é o papel da oposição, mas diz acreditar que não há fatos ou denúncias concretas que justifiquem uma CPI.

"Querer transformar uma disputa política num espaço para abertura de CPI me parece um exagero. Ainda que houvesse denúncia concreta, e até agora não vi nenhuma, existem mecanismos mais rápidos e mais ágeis de investigação, como o Ministério Público, a Polícia Federal", disse.

O líder do DEM na Câmara dos Deputados, ACM Neto (BA), se disse cético quanto à eficácia de uma CPI para apurar as denúncias. "Tem muita coisa errada em Furnas, e não é de agora. Mas as últimas manobras do governo têm sido para enterrar as CPIs, de forma que estou muito cético de que a CPI vai funcionar da forma como é conduzida atualmente", afirmou.