Sobe para 73 o número de cidades em emergência pelas chuvas em SC

FLORIANÓPOLIS - O número de municípios em situação de emergência em Santa Catarina por causa das chuvas subiu para 73, de acordo com o balanço mais recente da Defesa Civil Estadual. A cidade de Mirim Doce, na região do Alto Vale do Itajaí, está em estado de calamidade pública e pelo menos 87 municípios foram atingidos pela enxurrada, que afetou 840,6 mil pessoas.

De acordo com o levantamento, 18.887 pessoas estão desalojadas (abrigadas por parentes ou amigos), e 2.001 desabrigadas (acolhidas em abrigos públicos). Sobre os danos materiais, a estimativa é que pelo menos 6.899 residências tenham sido danificadas. Os serviços de energia elétrica, abastecimento de água, comunicações e transportes também foram prejudicados em algumas cidades.

Somente em Mirim Doce, foram contabilizados 900 desalojados, 150 desabrigados e pelo menos 115 feridos. Das seis mortes registradas, três foram em Florianópolis, uma em Jaraguá do Sul, uma em Blumenau e uma em Massaramduba. Outras 162 pessoas em todo o estado sofreram ferimentos, mas passam bem.

A Defesa Civil informou que monitora a barragem Oeste, que cobre os municípios de Taió, Rio do Sul e Rio do Oeste. Na segunda-feira, após fortes chuvas, as sete comportas foram abertas para evitar o transbordamento. A ação provocou alguns alagamentos nas cidades, mas, de acordo com o órgão, o nível de água baixou na terça-feira.

Para auxiliar as vítimas, o governo federal anunciou a liberação R$ 40 milhões, em caráter emergencial, permitindo a reconstrução de pontos afetados pelas chuvas. O governador Raimundo Colombo liberou R$ 50 mil para cada um dos municípios que decretaram situação de emergência. Mirim Doce, em estado de calamidade pública, receberá R$ 200 mil.