Gilmar Mendes cobra indicação de 11º nome para o STF

BRASÍLIA - O ministro Gilmar Mendes cobrou nesta terça-feira, após sessão de abertura dos trabalhos do Judiciário, a indicação do 11º ministro do Supremo Tribunal Federal. Desde a aposentadoria de Eros Grau, em agosto do ano passado, a Corte tem funcionado com dez integrantes.

"É fundamental que haja essa indicação", disse Mendes. "É uma questão sensível a não indicação de membro de uma corte. Isso acaba por ameaçar ou afetar sua funcionalidade". Gilmar Mendes citou como exemplo o julgamento da Lei da Ficha Limpa, que terminou empatado no ano passado e, portanto, sem decisão conclusiva. "No ano passado, com o Ficha Limpa, passamos por um momento delicadíssimo e ainda hoje não temos uma definição".

A sessão desta terça-feira contou com a presença da presidente Dilma Rousseff, a quem caberá a indicação do 11º ministro. Em seu discurso, o presidente da Corte, ministro Cezar Peluso, não mencionou o desfalque na composição.