Alckmin põe aliado condenado em seu governo

SÃO PAULO - O governador Geraldo Alckmin nomeou para o cargo de presidente da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE) o ex-prefeito de Taubaté José Bernardo Ortiz (PSDB), condenado judicialmente por ato de improbidade administrativa. Vinculada à Secretaria da Educação, a FDE dispõe de orçamento de R$ 2,5 bilhões destinados à construção e reformas de escolas e projetos pedagógicos.

Ortiz carrega em seu currículo três mandatos de prefeito de Taubaté, que somam 14 anos de gestão, e pendências na Justiça. As informações são do jornal Estado de S. Paulo.

São 10 ações em que figura como réu, oito delas com base na Lei da Improbidade. Em três casos ele foi absolvido, mas o Ministério Público recorreu ao Tribunal de Justiça. Em quatro ainda não há decisão.

Em nota, a assessoria de imprensa de Alckmin destacou que José Bernardo Ortiz "é um homem público reconhecidamente honesto". "Sobre o processo em questão, todos eles ainda passíveis de recurso, é preciso ressaltar que foi explicitada, em mais de uma decisão, a inexistência de prejuízo ao erário público e de enriquecimento ilícito".