Brasil condena ataque terrorista em aeroporto de Moscou

O Ministério das Relações Exteriores condenou nesta segunda-feira o ataque que provocou ao menos 35 mortes no aeroporto internacional russo de Domodedovo, em Moscou. Para o governo brasileiro, deve ser condenado qualquer tipo de protesto consolidado por "atos de violência", não importando o suposto pretexto do manifesto.

"O governo brasileiro recebeu com consternação a notícia do ataque ocorrido no aeroporto Domodedovo, em Moscou, que resultou na morte de dezenas de pessoas. O governo brasileiro transmite sua solidariedade e seu pesar ao governo da Federação Russa e às famílias das vítimas. Ao deplorar a ação de grupos radicais que recorrem a atos de violência contra civis, o governo brasileiro reitera sua veemente condenação a atentados dessa natureza, praticados sob qualquer pretexto", disse o Itamaraty por meio de nota. A presidente Dilma Rousseff ainda não se manifestou sobre o atentado em Moscou.

As circunstâncias da explosão no terminal de passageiros de Domodedovo, ocorrida por volta das 16h40 locais (11h40 pelo horário de Brasília), ainda não são claras, mas as autoridades russas acreditam em um atentado terrorista.

Em entrevista em cadeia nacional de televisão, o presidente Dmitri Medvedev lamentou pelo ataque e prestou condolências às vítimas. O líder russo disse também que todos os responsáveis pela explosão - ocorrida no setor de desembarque internacional - serão encontrados e punidos.