Governador vistoria áreas afetadas e diz que pedirá ajuda à Dilma

Florianópolis - O governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo (DEM), vistoriou as áreas afetadas pelas chuvas em Santa Catarina e destacou que irá pedir socorro à presidente Dilma Roussef para reconstruir as cidades atingidas.

Na noite deste sábado, Colombo esteve em Jaraguá do Sul, uma das localidades mais castigadas pela enxurrada. Ele chegou a conversar com moradores dos bairros Ribeirão Cavalo e Santa Luzia, onde o nível da água chegou a atingir cerca de 2 m de altura, deixando centenas de desabrigados.

"É uma situação muito triste", disse ele, revelando que na próxima quarta-feira estará em Brasília para uma audiência com a presidente Dilma. "Vamos pedir ajuda do governo federal para reconstrução, mas afirmo que iremos atuar em parceria com os municípios para recuperar as cidades e a população", afirmou.

De acordo com os dados da Defesa Civil estadual, cerca de 680 mil pessoas foram afetadas no Estado pelas chuvas dos últimos dias e 28 cidades já decretaram emergência. Colombo deve acompanhar os trabalhos de resgate na sede da Defesa Civil, em Florianópolis, durante toda a madrugada deste domingo.

Turista morre

Uma turista italiana de 22 anos morreu afogada após ser arrastada pela correnteza, em Florianópolis, no início da tarde deste sábado. Ela seguia para o aeroporto quando teve o carro arrastado pela água ao passar sob uma ponte. Outras duas ocupantes do veículo escaparam, depois de terem sido socorridas por pessoas que estavam próximas.

O caso ocorreu no bairro Vargem Grande, região norte da cidade, uma das mais afetadas pela chuva deste sábado. Todos os bairros da região norte de Florianópolis estão sob alerta devido a uma série de alagamentos e aumento dos níveis dos rios.