FMI é contra reestruturação da dívida grega

O Fundo Monetário Internacional (FMI) afirmou nesta quinta-feira que mantém sua oposição a qualquer forma de reestruturação da dívida pública da Grécia, uma possibilidade discutida internamente pelo governo, segundo a revista alemã Die Zeit.

"O governo da Grécia afirmou várias vezes que uma reestruturação da dívida não fazia parte de suas intenções e não era de seu interesse, e estamos de acordo com este ponto", declarou um porta-voz do FMI, David Hawley.

A Die Zeit e o jornal Sueddeutsche Zeitung publicaram nesta quinta-feira que Berlim é a favor de um plano de reestruturação da dívida grega, com a ajuda de fundos de apoio para os países que passam por dificuldades financeiras da Eurozona.

Segundo a Die Zeit, que fala em uma "análise interna do governo" alemão, a ideia seria permitir que a Grécia comprasse no mercado sua própria dívida por um preço inferior ao que foi emitida.

O ministério das Finanças da Alemanha desmentiu categoricamente esta afirmação. A Comissão Europeia, por sua vez, julga a ideia "absurda".