Estudo do Ipea indica aumento do acesso aos bancos, avalia Febraban

São Paulo – O país vive um momento de expansão do acesso aos serviços bancários, segundo análise feita pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) com base em estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), divulgado hoje (11). O levantamento Bancos: Exclusão e Serviços, de acordo com a Febraban, indica que 44% das pessoas que têm conta bancária são clientes há, no máximo, cinco anos.

A oferta de canais de relacionamento com o público também está crescendo, segundo a Febraban. “O total de agências passou de 16,4 mil, em 2000, para 20 mil, em 2009. No mesmo período, o número de contas de internet banking registrou um aumento de 322% (de 8,3 milhões para 35 milhões). E o total de correspondentes aumentou de 54 mil para 223 mil, um avanço de 313%”.

De acordo com a entidade, de 2000 a 2009 o número de contas bancárias no país aumentou 110%, totalizando 133,6 milhões. No mesmo período, o número de cartões de crédito cresceu 369%. O estudo mostra ainda que 39,5% dos brasileiros não têm conta bancária.

O Ipea defende a criação de serviços específicos para atender à procura da população de baixa renda. “Há que se criar produtos e serviços específicos para essa população, de modo a incorporá-la ao sistema bancário e a socializar o acesso a esse serviço público operado por concessão”, afirma o estudo.