No aeroporto de Guarulhos, um terço dos voos atrasou esta manhã

Brasília – Os painéis do Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, mostram que a manhã deste sábado não foi das mais tranquilas para quem tinha viagem marcada. De cada três voos programados, um atrasou. De acordo com a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), até as 11 horas, 36% dos voos domésticos programados para o maior aeroporto do Brasil atrasaram mais de meia hora. Dos 36 voos internacionais previstos para esta manhã, nove atrasaram (26,5%) e um foi cancelado.

Em Congonhas, a situação é bem mais tranquila. Até as 11h, apenas oito (11%) dos 73 voos marcados registraram atrasos. Este também foi o número de voos cancelados no período.

No Aeroporto Internacional do Galeão, no Rio de Janeiro, 11 (22%) dos 50 voos domésticos e dois (11%) dos 14 voos internacionais previstos para a manhã deste sábado atrasaram. No Santos Dumont, que concentra os embarques e desembarques da ponte aérea Rio-São Paulo, a situação é bem tranquila. Até as 11h, foram registrados atrasos em apenas três (6%) dos 51 voos programados para o terminal carioca.

Em Brasília, o Aeroporto Internacional Juscelino Kubitscheck também viveu uma manhã tranquila. Dos 59 voos domésticos programados, dez (17%) atrasaram. E das três saídas internacionais previstas, uma atrasou.

Na semana que vem, a situação pode se complicar. Aeronautas e aeroviários anunciaram que entrarão em greve no dia 23, antevéspera de Natal. Até agora, não houve acordo com as empresas aéreas. Se a greve se confirmar, o Ministério da Defesa já informou que tem um plano de contingência pronto, que seria posto em prática nos aeroportos das principais capitais, para evitar mais um episódio de caos aéreo.