Presidente do PPS pede afastamento da nova relatora do Orçamento

 

O presidente do Partido Popular Socialista (PPS), o deputado federal Roberto Freire, pediu o afastamento da nova relatora do Orçamento Geral da União de 2011, senadora Serys Slhessarenko (PT-MT). "Não é possível que o governo não tenha um senador ficha-limpa para ser relator do Orçamento", afirmou.

De acordo com a reportagem da revista Veja, a assessora de Serys, Liane Muhlemberg, é presidente do Instituto de Pesquisa, Ação e Mobilização (Ipam), desde 1997 que recebia recursos públicos destinados por emendas parlamentares ao Orçamento. Ainda segundo a revista, Liane teria assinado um documento em que negava ser funcionária do Senado justamente para poder receber os recursos públicos enviados pelas emendas do Legislativo.

Para Roberto Freire o pedido de demissão da funcionária da senadora Serys não encerra o caso e deveria deixar o cargo também. "Que se encontre outro senador para o lugar desta senadora, senão contamina o Orçamento tanto quanto aconteceu com o relator anterior", disse o presidente do PPS.

O montante em emendas conseguido pela auxiliar de Serys chega a R$ 4,7 milhões em convênios com o governo sem precisar de licitação.