Polícia do RS investiga troca de corpos de bebês em hospital

PORTO ALEGRE - A Polícia Civil do Rio Grande do Sul investiga a troca dos corpos de dois bebês, na quinta-feira, mortos no Hospital Conceição, em Porto Alegre. Segundo a 14ª Delegacia de Polícia, os pais de uma das crianças registraram ocorrência após perceberem o erro.

O outro bebê já havia sido enterrado pela família, que não notou a troca, no município de Guaíba. De acordo com o chefe de investigação da 14ª DP, Marco Antonio Oliveira, além dos pais, a polícia deve ouvir o funcionário responsável pela liberação dos corpos. "Não conseguimos ouvi-lo ainda. A família comunicou que ele está sob efeito de medicação porque se abalou com o ocorrido", disse.

A polícia pediu exame de DNA para comprovar a paternidade da criança retirada pelos pais que perceberam a troca e também a exumação do corpo do outro bebê. "A principal suspeita é que houve negligência por parte do funcionário. Mas vamos ouvir todos os envolvidos para esclarecer o fato", disse o investigador.

O gerente administrativo do Hospital Conceição, Elivalter Fonseca de Oliveira, afirmou que uma sindicância vai apurar a troca. "Sabemos que houve um erro, agora precisamos apurar os responáveis", disse. Segundo ele, um dos bebês nasceu morto e o outro faleceu após uma semana na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O funcionário responsável pela entrega dos corpos foi afastado das funções nesta sexta-feira.