Delegado da Grande SP diz que prefeito Jandira foi executado

O diretor do Departamento de Polícia Judiciária da Grande São Paulo (Demacro), Marcos Carneiro, disse na tarde desta sexta-feira que não há dúvida de que o prefeito de Jandira, na Grande São Paulo, Walderi Braz Paschoalin, 62 anos, foi vítima de uma execução. De acordo com o policial, o fato de os suspeitos terem chegado atirando e uma das armas usadas ser um fuzil leva a esta certeza. "Foi um crime covarde, que não deu chance de defesa para as vítimas, disse o delegado.

Carneiro disse ainda que o prefeito possuía um veículo blindado e, se fosse alvo de ameaças, deveria estar usando este vículo em lugar do que foi alvejado. Ainda de acordo com Carneiro, a família ainda está muito abalada para dar qualquer informação sobre o ocorrido. As investigações apontam que os suspeitos tentaram queimar o carro com o qual chegaram ao local do crime. Dois homens presos nesta manhã constam como "averiguados", de acordo com ele.

A polícia não descarta a hipótese de crime político, mas espera chegar antes aos autores para divulgar as motivações do assassinato. As investigações serão conduzidas pelo Setor de Homicídios da Delegacia Seccional de Carapicuíba, cidade próxima de Jandira.

O crime

Braz Paschoalin foi morto a tiros por volta das 8h desta sexta-feira. Segundo a Polícia Militar, ele e seu motorista foram baleados quando deixavam um carro na rua Antônio Conselheiro, próxima à rádio Astral, onde Braz participaria do programa semanal Bom Dia Prefeito.

O prefeito foi encaminhado para o Hospital de Jandira, enquanto o motorista, conhecido como Geleia, foi para o pronto-socorro de Barueri (SP) em estado gravíssimo, mas seu óbito não havia sido confirmado até as 11h desta sexta-feira. Ele era operado por volta das 15h no Hospital das Clínicas da capital. Os criminosos fugiram de carro após passarem atirando pelo veículo do prefeito.

De acordo com informações da Polícia Militar, os averiguados detidos são maiores de 18 anos e têm antecedentes criminais por roubo. Eles foram encontrados próximos a um carro abandonado que é identificado preliminarmente como o veículo utilizado no crime. As identidades dos homens ainda não foram informadas, e eles foram encaminhados para a delegacia de Jandira, onde passarão por avaliação.