Para 64% dos brasileiros, corrupção aumentou nos últimos 3 anos

Na opinião dos entrevistados, os partidos políticos são os mais corruptos

SÃO PAULO - Para 64% dos brasileiros, a corrupção aumentou nos últimos três anos no país, aponta pesquisa publicada nesta quinta-feira pela Transparência Internacional (TI). Na opinião dos entrevistados, os partidos políticos são os mais corruptos. Os brasileiros deram nota 4,1 para os partidos - a avaliação era de 1 a 5, considerando 5 o nível máximo de corrupção.

O levantamento aponta ainda que o Brasil é um dos 23 países em que menos de 6% da população assume já ter praticado subornos para instituições e serviços, de saúde e educação, a autoridades fiscais.

De acordo com a pesquisa, as tendências de percepção da corrupção são mais negativas na Europa e América do Norte, onde 73% e 67% das pessoas, respectivamente, acreditam que a corrupção aumentou. Apesar dos resultados, o levantamento também informa que sete de cada dez pessoas estariam dispostas a denunciar um incidente de corrupção.

"As repercussões da crise financeira continuam a afetar as opiniões das pessoas sobre a corrupção, particularmente na Europa e na América do Norte. Em todas as partes, as instituições deverão estar resolutas em seus esforços para restaurar a boa governança e a credibilidade", diz Huguette Labelle, diretora geral da Transparência Internacional.

 

Falta de confiança nos agentes públicos

O levantamento aponta ainda que poucas pessoas em todo o mundo confiam em seus governos ou políticos. Oito de cada dez dizem que os partidos políticos são corruptos ou extremamente corruptos. O funcionalismo público e o parlamento são considerados, em seguida, as instituições mais corruptas. Metade dos entrevistados afirmou que as ações de seus governos para deter a corrupção são ineficazes.