Anatel: celulares de São Paulo terão nove dígitos

Os números de celulares do estado de São Paulo ganharão mais um dígito. A decisão   do Conselho Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações   (Anatel) tem o objetivo de resolver o problema de escassez de recursos de numeração, restritos ao código da área 11.

A ideia inicial seria de criação de um novo código de área, provavelmente 10, entretanto, segundo a Anatel, seria mais viável às operadoras a inclusão do novo dígito. A medida que a oferta diminuir, poderão ser estendidas a mesma numeração para outros Estados.

  De acordo com a Anatel atualmente cerca de 27 milhões de números estão ocupados nesta área. Com a inclusão do nono dígito, poderão ser criados mais de 370 milhões de números. As operadoras agora têm 24 meses para   permitir que   a entrada de um novo dígito à esquerda dos números utilizados no estado.

Enquanto a medida não entra em vigor, as companhias telefônicas poderão reduzir o tempo de renovação de usuário para um número já desativado por algum cliente. O período será reduzido de 180 para 90 dias.

Também, nesse período de adptação da nova regra, poderá ser criado um plano diferenciado para equipamentos de modem 3G, que atualmente utilizam os números de celular, ocupando uma parte da oferta. Os números iniciados por 5, atualmente de telefones fixos, também poderão ser oferecidos pela telefonia móvel.

A agência informa que essa medida será tomada para preservar a padronização da forma de discagem usada pelos usuários para fazer chamadas locais e de longa distância.