Ex-diretor acusa governo de tentar sucatear Correios

BRASÍLIA - Um ex-diretor dos Correios acusou o governo de suspender investimentos na empresa para abrir o capital a setores privados. O ex-diretor de Gestão de Pessoas Pedro Bagalhães Bifano, demitido em julho, disse que o ex-ministro Hélio Costa e o ex-presidente dos Correrios Carlos Fernando Custódio "sucatearam" a empresa estatal.

Segundo Bifano, ambos queriam que os Correios fossem sócios de empresas privadas. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

De acordo com Bifano, os Correios têm R$ 4 bilhões aplicados em caixa e Costa impedia as compras e investimentos que melhorassem a funcionamento da estatal. O ex-ministro chamou as declarações de Bifano de "bobagens", afirmando que o ministério não interferia nos Correios e que nunca havia cogitado mudar a condição de estatal dos Correios.

Custódio, por sua vez, admitiu que há R$ 4 bi em caixa, mas afirmou que sem mudanças na legislação pouca coisa poderia ser feita pela melhoria do serviço da estatal.