Delegado não descarta homicídio de estudante da USP

A Polícia Civil instaurou inquérito para apurar a morte do estudante Ricardo Mitsuo Iwahashi, 21 anos, cujo corpo foi encontrado na manhã desta sexta-feira (12), em um córrego às margens da Avenida Trabalhador Sãocarlense, em São Carlos, a 213 quilômetros de São Paulo.

Em entrevista a Terra Magazine, o delegado responsável pelas investigações, Aldo Donisete Del Santo, informou que, em príncípio, não há sinais de que o jovem, estudante de engenharia mecânica da Universidade de São Paulo (USP), tenha sido assassinado. Entretanto, a polícia não exclui a possibilidade de homicídio.

- Não temos indícios que nos levem a crer que foi um ato criminoso. Não havia vestígios de violência além da queda. Mas, por enquanto, não descartamos qualquer hipótese.

De acordo com o titular do 3º Distrito Policial de São Carlos, o rapaz havia viajado de São Paulo exclusivamente para participar da festa de abertura da competição esportiva Taça Universitária de São Carlos (Tusca). No evento, há a tradicional caminhada conhecida como Corso, em que os alunos seguem um trio elétrico ao longo de um percurso de 3,8 quilômetros, entre o campus da USP e da vizinha Universidade Federal de São Carlos (Ufscar). A edição deste ano reuniu cerca de 30 mil estudantes.

Ricardo foi visto pela pela última vez por um amigo, na noite de quinta-feira (11). "Como havia um contigente grande de pessoas no evento, eles se desencontraram", afirma Del Santo.

Ainda conforme o delegado, o corpo do universitário, encontrado por pedestres, por voltas das 11h, apresentava escoriações nas costas e sangramento no ouvido. O estudante de engenharia da Escola Politécnica da USP caiu de uma altura de aproximadamente cinco metros.