Presidente do STF quer reajuste de 56% para o Judiciário

BRASÍLIA - Em reportagem do jornal Folha de S. Paulo, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cezar Peluso, defendeu reajuste de 56% nos salários dos funcionários do Judiciário. Peluso disse estar cansado de "ouvir que os estados vão quebrar" e afirmou ser possível fazer o reajuste de forma escalonada.

Segundo o jornal, o governo estuda o caso e pensa em fazer um reajuste menor que o defendido pelo presidente do STJ para não sobrecarregar o futuro governo Dilma. O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, considerou o reajuste proposto por Peluso "delirante".